Ronco e Apneia do Sono

Dormir ao lado de um roncador(a) certamente é desagradável, porém pior do que este desconforto, é saber que esta pessoa corre um sério risco de sofrer de apneia do Sono. Porque?

O ronco é um barulho provocado pela passagem de ar na faringe durante o sono.

Quando dormimos, relaxamos a musculatura e ocorre um estreitamento das vias áreas posteriores.

O que é apneia?

Apneia é a interrupção por segundos ou minutos da passagem de ar causada pelo deslocamento da língua para trás.

Porque isto é perigoso?

Porque quando ocorre o ronco com apneia, o cérebro fica alguns segundos ou as vezes minutos, sem receber oxigenação, isto provoca micro despertares que compromete a qualidade do sono.

O sono como reparador, não apenas descansa, ele repões substâncias químicas, sem as quais não viveríamos.


Doenças provocadas pela apnéia:

A.V.C. – acidente vascular cerebral – Derrame, ou sofrer um infarto do miocárdio

O coração na tentativa de suprir o oxigênio no cérebro, aumenta os batimentos, quando na realidade, deveria diminuir durante o sono. Isto aumenta a chance em três vezes mais da pessoa sofrer um infarto ou derrame.

Diabetes

Quando roncamos e temos apneias, em nosso sangue são produzidos muitos radicais livres que não deixam que a insulina aja corretamente no transporte de glicose para dentro das células, mantendo-a circulante no sangue.

Câncer

Pesquisadores da University of Sidney Nursing School, descobriram que pessoas com apneia são 250% mais propensas a desenvolver câncer. Os cientistas acreditam que isso acontece porque a apneia do sono priva alguns tecidos do corpo de receber oxigênio, o que poderia incentivar o crescimento de tumores.

Mal de Alzheimer

Quando o sono é normal, eliminamos vários produtos químicos do funcionamento do nosso corpo. Um deles, a proteína beta-amiloide é envolvida diretamente com o desenvolvimento do mal de Alzheimer e quando dormimos mal, não a eliminamos adequadamente.

Depressão

A pressão arterial sobe, as defesas naturais do nosso corpo baixam muito.

Deixamos de produzir serotonina. A qualidade do sono tem influência direta na nossa saúde física e mental.

Jo Abbott, uma psicóloga da Universidade de Swinburne na Australia, revela que as insônias e as doenças mentais têm ligação muito próxima. A sua opinião é baseada num estudo que concluiu que 50% dos adultos com insônias sofre de algum problema mental e que 90% das pessoas com quadro clínico de depressão têm muita dificuldade para dormir. Para piorar o cenário, o mesmo estudo revela que quem não consegue dormir bem tem muita dificuldade a responder ao tratamento para a depressão e esta mais propenso a ter picos de tristeza, o que significa que entrará numa espiral de sintomas da qual terá muita dificuldade de sair.


Qual o tratamento para a apneia?

Nos casos de apneia grave o tratamento muitas vezes precisa ser com CPAP (equipamento utilizado para produzir pressão constante de ar que atravessa as vias respiratórias), porém é um equipamento grande e desconfortável e por conta disto muita gente não consegue aderir.


Aparelho Intra Oral (AIO)


Aparelho Intra Oral (AIO) diversas cores

São feito por dentistas especializados em Odontologia do Sono.

Ele se assemelha a uma placa de mordida (placa de bruxismo) que projeta a mandíbula uns milímetros para frente, o suficiente para abrir passagem nas vias respiratórias posteriores, diminuindo assim a apneia e o ronco.

A adesão é bem maior.

Claro que tem que ser feito um acompanhamento com polissonografia que atualmente pode ser feito com um pequeno aparelho em casa.

A indicação do melhor aparelho intraoral para ronco e apneia depende de uma avaliação profissional, realizada por um Dentista do Sono, que irá analisar a anatomia do paciente, seu perfil psicológico e considerar também suas expectativas quanto a conforto, durabilidade, facilidade de adaptação e relação custo x benefício.

É fundamental que essa avaliação seja realizada por um profissional qualificado em Odontologia do Sono. A indicação de um aparelho intraoral de forma inadequada gera insucesso no tratamento e riscos ao paciente, tais como:

  • Quebra ou rachadura no aparelho
  • Não eliminação total do ronco
  • Desconforto no seu uso
  • Dificuldade na adaptação
  • Desadaptação da retenção durante o sono
  • Aumento excessivo da dimensão vertical
  • Aumento da salivação
  • Maior risco de desenvolvimento de dor na ATM ou nos dentes

Galeria de Fotos Aparelho Intra Oral